Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

05
Abr22

Hoje...

Mäyjo
Hoje acordei cedo, mais cedo ainda que o normal.
Levantei-me e vi que o sol já estava a querer dar um ar da sua graça, pensei no quão grata teria de estar por ter oportunidade de ver esse maravilhoso sol que me dava bom dia!
Pensei que tinha até às 24 uma série de horas para escolher o que fazer com elas… obviamente que grande parte vai ser gasta a trabalhar! Mas mais que isso eu queria escolher o modo como as ia viver: se cansada, a lamentar e depressiva, se grata, feliz e em paz.
E achei que o melhor seria escolher a ultima parte – fiz um pacto com a felicidade!
Hoje mesmo que chova muito, mesmo que eu me atole em papéis e mais papéis, mesmo que nem tudo corra como eu desejo, não me vou esquecer que tudo isso faz parte e lastimar não iria resolver nada… nem parar a chuva nem fazer as contrariedades sumirem.
Vou aproveitar cada momento e VIVER o meu dia!
E SORRIR!!!!
Bom dia!!!

60597_3941791882823_2092635834_n.jpg

(do baú das memórias do FB  - publicado originalmente a 5/4/2013)

31
Jan22

Todos os meses...

Mäyjo
Todos os meses, procuro aproveitar o tempo, esta dádiva maravilhosa. Entre as tarefas do dia-a-dia, procuro encontrar caminhos que me façam sorrir e que me deixem o coração satisfeito.
Olho muitas vezes para o céu e agradeço as coisas boas que tenho tido a sorte de conquistar, mesmo que às vezes nem tudo corra da melhor forma ou da maneira que eu gostaria.

42679433_10209500536589894_6577081882213613568_n.j

(Do baú das memárias do FB. Publicado originalmente a 29 de setembro de 2018)
 
 
23
Dez21

2021 voltou a ser...

Mäyjo

2021 voltou a ser um ano recheado de novos desafios para todos e continuou a trazer situações de sofrimento profundo para muitos, na figura do desemprego, da doença e até da morte. Mas 2021 trouxe também relações fortalecidas e exemplos de solidariedade, realçou o melhor de tantos que se uniram para ajudar os que estavam mais frágeis. Houve bons exemplos de empatia, solidariedade e ajuda ao próximo. As escolas, novamente, tiveram um papel importante em tudo isto: os docentes reinventaram-se e conseguiram o milagre que muitas vezes conseguem à porta fechada, mas que, com esta pandemia, ficou patente para as famílias e a sociedade em geral.

É muito importante, sobretudo em momentos mais complicados, refletir sobre o que de melhor temos na Vida. Muito de nós experienciaram situações muito desafiantes no dia a dia, e torna-se essencial, por um lado, falar sobre as dificuldades por que se está a passar e, por outro, reconhecer o que se tem de positivo na vida.

Alguns de nós, por força da nossa experiência de vida, sabemos que tudo é volátil e que, por isso mesmo, devemos estar gratos pela “fortuna” do que temos hoje. Devemos aprender a estar gratos pelo que somos e temos na nossa vida e a aproveitar o presente de forma consciente.

Desejo a todos que o próximo ano seja passado com mais saúde e com muitas situações positivas para festejar. 

Festas Felizes e até 2022!

80724818_2533392823423241_8637851935803703296_n.jp

 

11
Nov21

Sinto-me...

Mäyjo

Sinto-me agradecida. Sinto-me verdadeiramente agradecida.

Agradecida pelo que a vida me tem dado: alegrias, lições, desilusões que me mostraram a verdade, pessoas deslumbrantes, por todos os lugares que já viajei, por tudo o que conheci, por tudo o que descobri, pelas minhas fraquezas, pelas minhas forças, por tudo o que sou e tudo o que fui.

Sinto-me agradecida. Realmente agradecida a ti vida que me permites tudo isto!

Um brinde a ti!

sinto.jpg

 

05
Mar21

Agradeço à vida...

Mäyjo

...por me ter ensinado a percorrer o caminho mais certo e não o caminho mais fácil. 

...por me ter ensinado a mudar as perguntas quando as respostas estavam erradas. 

...por me ter ensinado a dar zero importância aos que não me conhecem do lado de dentro e me julgam pelo lado de fora. 

...por me ter repetido, vezes em conta, que a vida é curta demais para perder tempo a dizer sim quando quero dizer não.

...por me lembrar que “obrigada”, “estou aqui para ti”, “amo-te”, “perdoo-te”, “desculpa-me” e “mereces ser feliz”! são linhas milagrosas que nos cosem os rasgões.

...muito, por não me deixar esquecer que a palavra mais bonita que existe chama-se acreditar e que é ela (somada com fé e amor) que nos leva sempre até onde queremos chegar!

COMO_SER_FELIZ-gratitud.jpg

 

03
Jan21

Olhar para a vida pelo prisma da felicidade

Mäyjo

Vamos começar a olhar para a vida pelo lado positivo?

A vida é uma dádiva. Ela permite-nos sonhar, aprender, crescer, namorar, sorrir, chorar, viver ...

« Não existem erros na vida, apenas lições. Não existem experiências negativas, apenas oportunidades para crescer (...). Da luta advém a força. Até a dor pode ser um professor magnífico. »

Passamos tanto tempo a julgar os acontecimentos como positivos ou negativos, quando o mais importante é vivê-los, celebrá-los e aprender com eles. E quando nos sentirmos desiludidos com os resultados que a vida nos traz, vamos acreditar que quando se fecha uma porta, abre-se uma janela.

71243846_2368424719920053_7053660979615236096_n.jp

31
Dez20

O que 2020 (me) ensinou...

Mäyjo

thumbs.web.sapo.io.jpeg

O que 2020 (me) ensinou:

Que sobrevivo com menos de metade da roupa que possuo,

Que a liberdade pode bem ser ir só até ao outro lado da rua,

Que o que conta é o hoje (amanhã é demasiado incerto),

Que maiores do que os meus planos, são os planos da vida,

Que os amigos verdadeiros não conhecem distâncias,

Que os outros amigos (já) não fazem falta,

Que ninguém se salva sozinho!

Que se consegui escrever este texto e tu estás a lê-lo, neste final de 2020... então, devemos estar (muito) gratos!!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D