Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

30
Dez20

Quando chega o fim de um ano...

Mäyjo

20_21_page-0001.jpg

Quando chega o fim de um ano, surgem os balanços, as contas de cabeça, o eterno bailado entre as merecidas vitórias e as inevitáveis dores de crescimento.

2020 foi um ano intenso e desafiante. Apesar de todas as vicissitudes, acabou por passar a correr, não sentem também isso? Há quanto tempo nos falta o tempo?
Sem que quase tenhamos dado conta, já passou o Natal, que ficará guardado na memória como um Natal “diferente” e que nunca tínhamos vivido.

Saio de 2020, uma pessoa mais grata, mais forte e paciente. Menos ingénua, mas mais tolerante.
Aprendi a não me chatear tanto e o silêncio passou a ser meu amigo!
Num ano que foi uma prova de fogo, com muito trabalho, com várias mudanças... e algumas deceções marcantes e transformadoras no elo de ligação. Há momentos que a vida te mostra que o fio que une, por vezes fica lasso e outros que do nó vira laço.
Já não vou em clichês e cantigas que para o ano é que é.

O ano muda, mas nós só mudamos se fizermos por isso!
A aperfeiçoar tenho o tempo de qualidade: conseguir esse tempo, organizar-me melhor e agradecer mais. Não deixar que a pressão me roube a tranquilidade, nem alegria.
Por vezes quero dar o melhor como profissional, como filha, como mãe, como amiga, como comunico, como surpreendo... mas esse perfecionismo sai-me caro e vira exaustão. Quando o corpo não acompanha as nossas mil vontades, é hora de equilibrar.
E agora é hora de traçar objetivos, de gerir melhor, de escrever uma nova página, mas essencialmente agradecer. Ter sempre consciente que a vida é um dom e um dia tudo acaba.

Esta é uma boa altura para se fazer as pazes, largar egos, rancores e culpas. As pessoas não são eternas. Pode-nos sair caro o braço que não queremos torcer. Arrependimento não traz ninguém de volta depois, nem as saudades!!!!
Bom ano a todos quantos leem o que por aqui escrevo, sejam essencialmente bons para convosco e para a vossa vida!

Obvio, lutem e façam por isso! Não se acomodem porque as oportunidades não voltam sempre! 

É preciso continuar a acreditar no poder das palavras: as palavras certas podem mudar as pessoas e as pessoas certas mudam o mundo. Comecemos pelo nosso! 

2021 vem daí!

Traz saúde e paz que o resto a gente faz! 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D