Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

14
Jul20

Ilusões

Mäyjo

Quando o confinamento teve início - para mim, no dia 12 de março - criei a ilusão de que não só a coisa apenas duraria algumas poucas semanas, como teria tempo para fazer um monte de coisas que queria fazer e tenho procrastinado por não ter tempo, outras que habitualmente não faço e outras que deixei de fazer... 

Pensei que ia voltar a fazer exercício físico, que conseguiria concretizar muitos dos meus projetos de agulhas, que teria tempo para ler as montanhas de livros que estão nas prateleiras à espera de vez, de passear com a minha cadela, de fazer experiências com desenho, de criar mais... até regressar com mais regularidade a este cantinho.

Tudo não passou de um filme que concebi na minha cabeça!

Tenho lido algumas coisas, mas menos do que gostava... não tenho pegado na máquina fotográfica... de que tenho saudades. 

Hoje percebi que não tenho dado atenção a este(s) espaço(s)...

Acabei por passar tantas horas em frente ao computador que a energia se esgotava e não dava para mais nada que não fosse o trabalho.

49110988_1985713784799146_2309224948066942976_n.pn

De vez em quando era acometida pela determinação de "amanhã vai ser diferente", mas chegava ao fim do dia com os olhos “em bico”, a cabeça “oca” e o rabo quadrado, que a tal determinação ia para o mesmo lugar de onde tinha saído sem que se tivesse movido de lugar.

Queixo-me? Sim e não!

Afinal não fiquei sem trabalho e consegui gerir a minha atividade sem grandes sobressaltos e/ou dificuldades.

Abdiquei de algumas coisas que me eram queridas, é verdade, mas não o suficiente para entrar em desespero. Tenho o privilégio de ter outras que as substituíram e, ainda, de ter mantido outras que prezo ainda mais.

Há dias em que penso que era bom trabalhar sempre em modo remoto, mas rapidamente afugento esses pensamentos. É muito desgastante e parece que a nossa vida é apenas o trabalho e o trabalho é a nossa vida: é difícil separar os dois e fazer a separação que se conseguia com a deslocação até ao local de trabalho. Tenho saudades do contacto com os colegas, das conversas...

E se acredito que vai ficar tudo bem?

Não, não acredito. Pelo menos nos próximos tempos.

Vai ficar bem, aos poucos - isso sim, acredito, mas não é já... Lá para 2021!



3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D