Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

29
Abr23

Quando...

Mäyjo

Quando o meu corpo apodrecer e eu for morta

Continuará o jardim, o céu e o mar,

E como hoje igualmente hão-de bailar

As quatro estações à minha porta.

Outros em Abril passarão no pomar

Em que eu tantas vezes passei,

Haverá longos poentes sobre o mar,

Outros amarão as coisas que eu amei.

Será o mesmo brilho, a mesma festa,

Será o mesmo jardim à minha porta,

E os cabelos doirados da floresta,

Como se eu não estivesse morta.

Sophia de Mello Breyner Andresen, in 'Dia do Mar'

quando.JPG

18
Abr23

reconheço hoje...

Mäyjo

reconheço hoje que passei anos sem perceber que não vivia por mim,

numa procura incessante pelo teu bem-estar,

fugia de mim própria, de forma a não ter de enfrentar as nuvens negras que me habitavam

cada momento era um pretexto para te proporcionar um caminho sem percalços

não tive consciência de que esses momentos eram fúteis,

pois estava distante de mim

não percebi por que razão a distância me era insuportável,

nem porque a minha disponibilidade não aquietava as minhas emoções.

por demasiado tempo, não tive noção de que a única forma de a minha vida mudar,

de os meus pensamentos me transmitirem conforto,

seria permitir-me conhecer e abraçar a inquieta esquecida que morava em mim!

reconheço hoje .jpg

 

16
Abr23

Quem?! Eu?!

Mäyjo

Menina, algarvia de coração, muito bem casada, vivendo os “novos trinta anos”, formada em Geografia e depois certificada em “Trapologia & Co.”, adora decoração, jardinagem e fazer aquilo que gostaria de chamar de arte. Pensa nas rugas que já estão prestes a aparecer e intitula-se dona de casa noturna depois de trabalhar de dia. Não troca os seus livros por nada e acha que a verdadeira terapia é crochetar.

Eu sou o tipo de pessoa que adora encontrar aquela coisa que realmente queria, mas se recusou a pagar o preço total para. Sou daquelas que acreditam que conduzir sem destino, de preferência com as janelas para baixo e ao som da canção favorita é a cura perfeita para qualquer mau humor. Faço parte do grupo de seres cujo dia ideal é passado na praia a ouvir o som do mar, longe do barulho da multidão...

Quem.jpg

14
Abr23

Deste canto do Mundo…

Mäyjo

Deste canto do Mundo onde me encostei a olhar a vida e a ver as pessoas passar...

Este pedaço de praia (mais ou menos) deserta, onde me entrego à brisa, ao mar e ao sol que se recolhe atrás desse mar azul sem fim.

É o lugar onde me torno eu…

Onde me encontro com a vida e compreendo a minha essência.

É sobre isto o viver: o encontrar-me comigo no meio do caminho, para me fazer companhia pelo resto da vida...

Deste canto do Mundo….JPG

 

10
Abr23

Não me importa…

Mäyjo

Não me importa aquilo que digam: eu gosto de mimos, flores, balões, sorrisos.

Quero vibrar com a felicidade dos outros e senti-la como minha.

Quero ajudar quem mais precisa, aqueles que têm os sonhos mais simples, mas mais importantes.
Eu não quero só existir, quero viver e perceber que o melhor está para vir se eu própria me abrir a essa possibilidade!
É que, sabem, valorizar a vida não custa, mas perdê-la com a noção que complicamos demais ou não a valorizámos tanto como devíamos é um horror.
Aproveitem o hoje, sorriam que é grátis!

Não me importa.png

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D