Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

29
Set18

Nada é demasiado bom

Mäyjo

26804915_1782946788404067_3076041111381131432_n.jpg

Nada é demasiado bom.


Tudo é demasiado bom.


Nada é demasiado bom para mim.


Tudo é demasiado bom para mim.


Nada ou tudo… tem muita coisa no intervalo.

Fico pelo início porque foi o que pensei primeiro.


Eu sou merecedora de tudo o que é bom.


Nada é demasiado bom para mim.


Mereço o melhor homem, a melhor amiga, a melhor família, o melhor dia possível, o melhor de dois mundos
 se fizer viagens intergalácticas, o melhor da vida enquanto cá andar e o melhor das vidas futuras porque mereço acreditar nisso ou noutra coisa. 


Eu sou suficientemente boa para qualquer coisa. 


Eu sou boa que chegue para qualquer um.


Basto eu para merecer a perfeição e está errado quem diz que não.


Se for demasiado sofisticado… é para mim.


Se for demasiado lindo… é meu.


Se for demasiado inteligente… já o percebi.


Se for demasiado astuto… já o topei.


Se for para outra pessoa… serei quem quiser.
 

Se for demasiado longe… faço a viagem.


Se for de outra cor… pinto-me.


Se for triste… sorrio até ser outra coisa.


Se for um traste… deixo estar.


Se for demasiado perto… abraço.


Se for difícil… é fácil.


Se for bonito… é de caras.


Se for a coisa mais impossível… pode ser que me apeteça.
 

Se for brilhante… alegra-me.


Se for demasiado barulhento… tiro o volume até passar pela porta sem dificuldades.


Se for para outra… faço por ser para mim.

Faço até que seja eu.


Se for demasiado bom… se for demasiado perfeito… se for demasiado… se for demasiado será o futuro.


O futuro é daqui a um segundo, por isso falta demasiado pouco.

 

in "O Manual da Felicidade" de João Negreiros

29
Set18

Todos os meses

Mäyjo

Todos os meses, procuro aproveitar o tempo, esta dádiva maravilhosa. Entre as tarefas do dia-a-dia, procuro encontrar caminhos que me façam sorrir e que me deixem o coração satisfeito.
Olho muitas vezes para o céu e agradeço as coisas boas que tenho tido a sorte de conquistar, mesmo que às vezes nem tudo corra da melhor forma ou da maneira que eu gostaria.

6685835d0bd741f38d8d987bbe76efd3.png

 

27
Set18

O tempo

Mäyjo

O tempo é uma forma de privilegiarmos a vida. O tempo parece que não tem fim, apesar de o contarmos em dias, horas, minutos e segundos. Se não nos atrevermos a viver intensamente chegamos ao fim e não resta nada. Ou resta muito pouco.

29342628_1842470072451738_1354227497943695360_n (1).jpg

 

26
Set18

A idade traz-nos sabedoria.

Mäyjo

A idade traz-nos sabedoria. E com ela, em vez de uma vida apressada, vem a vontade de viver de uma forma mais gratificante, sem nos preocuparmos com o que outros pensam, se gostam ou não gostam, se aceitam ou criticam.

Com a idade, vem a tranquilidade de sermos nós mesmos. Com rugas. Com cabelos brancos, mas sempre com sonhos no brilho dos nossos olhos. A capacidade de sonhar ajuda-nos a viver. A andar para a frente. A fazermos coisas que nos deem prazer ou que nos façam sentir mais felizes.

magichands7.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D