Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

29
Ago09

Palavras

Mäyjo

 

- As palavras não são tudo... são empecilhos mentais das acções. Gosto é de acções... faço o que quero e sinto o que faço. É simples... é só isto!
 
- Porque raio gostas tu tanto de palavras? Elas morrem, mal acabam de ser ditas! São como textos escritos a lápis, apagam-se logo com a primeira chuva.
 
- Gosto e pronto! Ou melhor... acho que não gosto... gosto é de tê-las, de me afeiçoar a elas e torná-las minhas... mesmo que não sejam. Tornam-se memórias nos dias de chuva que as apagou.
 
- Tens de deixá-las fugir... vá, experimenta soltá-las... deixa-as ir de encontro a quem as quer... a quem as quer possuir...
 
- Não posso, são minhas... gosto de as ter por perto a alimentar o presente.
 
- Torna-as então o presente das emoções. Torna-as eternas e partilha-as. Senão nunca ninguém sabe o que acontece em ti.
 

 

 

27
Ago09

Quando Adeus é até já

Mäyjo

 

 

Não se assustem se eu escolho umas tristezas de quando em vez.  
É porque apesar de alegre, algo se faz triste e, não tenho de ser eu obrigatoriamente.
No dia em que não vier aqui nem sequer causar-vos saudades, perguntem por mim....
Não sei o que terá ocorrido (a esta distância que espero seja muita),...
Certamente não terei partido porque, durante algum tempo ficarei em vós e cada vez que me relerem estarei convosco...
Provavelmente terei.....mudado de estado............

imagem da net

24
Ago09

Peço desculpa...

Mäyjo

Aos meus fieis amigos que não "abandonam este estaminé", mesmo em tempo de férias, peço desculpa pela falta de atenção que lhes tenho dispensado.

Este espaço está em auto-gestão e o tempo tem escasseado e a disposição também não tem sido muita (entenda-se disposição para estes objectos cheios de teclas e que nos roubam tempo para outras coisas).

Daqui por alguns dias prometo novas actualizações e contar todas as novidades que por aqui se andam a passar (e foram muitas) pois as terras do sul são frutíferas em "aventuras"!

A todos continuação de boas férias e ao pessoal "especial" (sabem bem quem são) preparem-se para aquele momento especial prometido para a despedida do Verão, já está próximo e espero boas ideias para uma sensacional party!

 

 

 

22
Ago09

Tipos de chato

Mäyjo

Ser ou não ser chato, eis a questão fulcral. Existem, por certo, várias maneiras de ser chato, mas pecados, um chato, o verdadeiro, o autêntico, escolhe sempre a pior. Senão vejamos:

- Ser Chato não se aprende, nasce-se chato. Não existem estudos exaustivos sobre a matéria, mas por certo, algum espermatozóide chato fecunda um óvulo imaturo e.... eis que surge a estirpe;
- Um chato nunca se cala e se o faz de repente, contactem o cangalheiro mais próximo pois, é porque morreu;
- Uma pessoa brilhante pode ser chata, mas um chato nunca é brilhante. É pois, um espécimen apagadote que se vai colando aos “iluminados” da vida;
- A teimosia é a força de vontade do chato. Aliás, o cruzamento de um burro com um puro-sangue dá, na certa, um chato aos coices.
- Um chato nunca perde o seu tempo. Perde o dos outros.
- Todo chato tem cara de chato. Em geral, um dote nunca vem só. Costumam ter voz de chatos, cara de chatos e toda uma panóplia e variedade de trejeitos que, individualmente, em pessoas diferentes, não têm nada demais mas que, reunidas num único ser,de alguma forma, tornam-no inequivocamente chato.
- O chato só não ronca quando dorme sozinho.
- A um chato quando lhe dizemos que ele “está errado”, responde de pronto “eu sei!”.
- Normalmente os chatos iniciam o seu discurso com frases do tipo: “É chato dizer isso, mas…”.
- Todos nós temos um dia chato, ou um dia em que nos comportamos como tal, mas um chato é chato todo o dia, incessantemente.... não tem fases, não tem momentos. É como uma pequena central eléctrica que produz 24 horas por dia chatices atrás de chatices;
- O chato, por sistema, quando está com tosse nunca vai ao médico mas sim ao Teatro ou ao Cinema. São, por norma, pouco dotados a nível pulmonar, mas excessivamente a nível vocal, sendo que conseguem emitir os mais estranhos e estrondosos tipos de ruído;
- Um chato é aquele sujeitinho que fica mais tempo com os outros, do que os outros com ele.
- Um chato, é do tipo que quando nos acompanha na rua, ou numa caminhada, pára de 2 em 2 metros porque não sabe conversar em andamento.
- Chato é aquele que conta tudo, tim-tim por tim-tim, e ainda entra em detalhes e pormenores que só a ele, com certeza, interessam.
- O chato é aquele a que se deve, de todo, evitar dizer: “aparece”, pois aparecem MESMO... e, é mais do que certo, na altura mais inconveniente...
- Chato é aquele indivíduo que só vai ao cinema assistir a filmes de mistérios para poder desvendar o desfecho aos outros.... um chato, é por norma, um desmancha prazeres, um antecipar de chatices e confusões... o problemático dos problemáticos;
- O Chato é aquele que nos diz do outro lado da rua: “Vem cá!!”, quando a distância é absolutamente a mesma para ambos....
- Quando o chato chega em casa, a toda a família finge que já está a dormir... todos os elementos encontram-se prostrados em seus leitos, na expectativa de que o “animal” dê por terminada a sua jornada e, também ele, se junte ao contar de carneiros familiar.
21
Ago09

Quem faz jus ao título de "grande homem"?

Mäyjo

Não sei...
O homem inteligente?
Não basta ter inteligência para ser grande...
O homem poderoso?
Há poderosos mesquinhos...
O homem religioso?
Não basta qualquer forma de religião...
Podem os inteligentes, os poderosos, os virtuosos não ter a verdadeira liberdade de espírito...
Pode ser que as suas boas qualidades não tenham essa vasta e leve espontaneidade que caracteriza todas as coisas grandes.
Pode ser que a sua perfeição venha mesclada de um quê de acanhado e tímido, com algo de teatral e violento.
O grande homem é silenciosamente bom...
É genial - mas não exibe génio...
É poderoso - mas não ostenta poder...
Socorre a todos - sem precipitação...
É puro - mas não vocifera contra os impuros...
Adora o que é sagrado - mas sem fanatismo...
Carrega fardos pesados - com leveza e sem gemido...
Domina - mas sem insolência...
É humilde - mas sem servilismo...
Fala a grandes distâncias - sem gritar...
Ama - sem se oferecer...
Faz bem a todos - antes que se perceba...
Rasga caminhos novos - sem esmagar ninguém...
Abre largos espaços - sem arrombar portas...
Entra no coração humano - sem saber como...
Tudo isso faz o grande homem, porque é como o Sol - esse astro assaz poderoso para sustentar um sistema planetário, e assaz delicado para beijar uma pétala de flor...
Assim é, e assim age o homem verdadeiramente bom.

19
Ago09

Como utilizar um homem

Mäyjo

 

A minha amiga continua com as suas lições.  
Em época de crise anunciada há que ter em atenção pequenos truques preventivos do aumento da procura, de forma a controlar a inflação.
Lista de boas práticas:
 1. Ao abrirem a embalagem, expressem uma cara neutra: não exteriorizem demasiado entusiasmo com o produto. É importante reter que um homem demasiado seguro de si não funciona correctamente, assemelhando-se em tudo a artigo defeituoso;
 2. Recomenda-se que o mesmo seja guardado num local fresco (homem com mau cheiro, poupem-nos!) e seguro (não esquecer que o dito é frágil!);
 3. Devem deixá-lo fora do alcance daquela vizinha loira e sorridente. Afinal há certas interacções que deterioram a sua composição;
4. Para ligar, basta darem uns beijinhos, no pescoço, logo pela manhã;
 5. Para desligar, providenciem uma noite de sexo. Ele dorme que nem uma pedra e não diz nem boa noite (rudeza é um dos defeito de fábrica);
 6. Programem-nos para assinar livros de 150 cheques sem fazer muitas perguntas;
 7. Apenas devem carregar as suas baterias três vezes por dia: pequeno-almoço, almoço e jantar. Reforços suplementares provocam inestéticos pneus, o que será, de todo, a evitar;
 8. Em caso de defeito, algumas tácticas não resolvem, mas ajudam de sobremaneira! Comecem por esconder o comando da televisão. Se a falha persistir, cancelem o desporto do fim-de-semana e as saídas com os amigos. Mas se o problema for grave mesmo, é preciso tratamento de choque. A única solução é greve de sexo;
 9. Coisas para as quais está instintivamente programado – ser motorista, mordomo, cozinheiro, técnico da construção civil, canalizador, mecânico, burro de carga, entre outras – devem ser estimuladas;
 10. Mas atenção: retenham que homem não tem garantia e todos os exemplares estão sujeitos a inúmeros defeitos de fábrica. Não existe conserto. A solução é ir trocando até que se ache o modelo ideal, e recentes pesquisas indicam que este ainda não foi INVENTADO.
 

 

 

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D