Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

27
Jan23

Há um poema...

Mäyjo

Há um poema, Seiscentos e Sessenta e Seis, de Mário Quintana, autor brasileiro, que diz:

« A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são 6 horas: há tempo...
Quando se vê, já é 6ª-feira ...
Quando se vê, passaram 60 anos!
Agora, é tarde demais para ser reprovado ...
E se me dessem – um dia – uma outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio
seguia sempre em frente ...

E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.
 »

Há um poema.jpg

23
Jan23

Gosto...

Mäyjo

Gosto do exagero. Sou intensa porque tenho urgência na vida.

Custou-me já bastante deixar algo para depois. Aprendi a não adiar e a elevar as vontades.

As minhas que também contam e importam. Não me demorar em fretes.

Trabalhar melhor para conseguir trabalhar menos. Organização muda tudo e o foco também.

Sensível. Sofro por nada, amo por todos. Preocupo-me demais.

Choro rios. Sorrio comédias. Sonho infinito.

Agradeço muito. Felicidade é o meu nome do meio para que no fim tudo valha a pena!

gosto.bmp

 

20
Jan23

das coisas simples que pedimos à Vida

Mäyjo

das coisas simples que pedimos à Vida...

que preserve dentro da nossa vida aqueles que nos fazem felizes.

que conserve bem perto de nós os que nos apoiam e os que nos dão colo e mimos,

os que estendem até nós os seus braços em abraços carinhosos,

os que são presença segura nas horas de falar alto e nas horas do silêncio.

que faça brilhar sempre, e muito, os nossos faróis e não arraste as nossas âncoras.

porque as possibilidades que temos de ser realmente felizes, começam no dia em que aprendemos a escolher, a guardar e a cuidar daquele(s) que nesta vida faz(em) o lado certo do nosso mundo. 

das coisas simples que pedimos à Vida.jpg

16
Jan23

ficas adulto

Mäyjo

Só ficas adulto depois do teu pai morrer, porque deixou de existir a última coisa que existia entre ti e a morte.

António Lobo Antunes, in 'Jornal de Letras' (2006)

ficas adulto .jpg

 

14
Jan23

À procura da felicidade

Mäyjo

O que é ser-se feliz?

Não é fácil responder, pois não existem fórmulas mágicas, rápidas e imediatas. A felicidade é um caminho que precisa de ser construído por cada um de nós. 

Um caminho que, por vezes, pode ser doloroso e que implica, por um lado, tomar consciência das vulnerabilidades e fragilidades individuais e, por outro, comprometermo-nos com ações que, aceitamos como boas, mas que exigem uma força de vontade e coragem que por vezes esquecemos, ou achávamos que nem tínhamos.
Que difícil é este caminho quando tudo à volta parece desconhecer que este conceito existe!
A felicidade não é algo que simplesmente acontece. Todos temos o poder de fazer pequenas mudanças no nosso comportamento, no ambiente à nossa volta e nas nossas relações que podem colocar-nos no caminho para uma vida mais feliz. Mas temos de entender e aceitar que não controlamos tudo o que acontece e que isso é mesmo assim.
Mas afinal o que é a felicidade?

Todos queremos ser felizes, mas poucos sabemos o que é a felicidade e como se constrói. Ora, este é um conceito que não é consensual. Porém, todas as definições revelam dois denominadores comuns: 
1. a felicidade envolve emoções agradáveis; 
2. a felicidade é caracterizada por sentimentos de contentamento e satisfação com a vida ou com a situação atual. 
Posto isto, no caminho para a felicidade (assim como todos os caminhos da nossa vida), os momentos de paragem são fundamentais. Por exemplo, estar em contacto com a Natureza é fantástico.

 
Bom Caminho!

À procura da felicidade.jpg

 

08
Jan23

A idade traz-nos...

Mäyjo
A idade traz-nos sabedoria. E com ela, em vez de uma vida apressada, vem a vontade de viver de uma forma mais gratificante, sem nos preocuparmos com o que outros pensam, se gostam ou não gostam, se aceitam ou criticam.
Com a idade, vem a tranquilidade de sermos nós mesmos. Com rugas. Com cabelos brancos, mas sempre com sonhos no brilho dos nossos olhos. A capacidade de sonhar ajuda-nos a viver. A andar para a frente. A fazermos coisas que nos deem prazer ou que nos façam sentir mais felizes.
 

42586385_10209488773015812_8920884692857651200_n.j

Do baú das memórias
Publicado originalmente no FB a 26/09/2018
07
Jan23

Gratidão...

Mäyjo

Há o hábito de reclamar, mas muito pouco de agradecer.

Do meu ponto de vista, a gratidão é um sentimento muito mais forte e significativo que o protesto! Quando agradecemos a vida devolve!

Eis que mais uma vez o blog foi destacado.

Aqui fica o meu testemunho público de gratidão por quem considera que aqui se passa algo que vale a pena ser destacado!

Captura de ecrã 2023-01-07, às 18.04.24.png

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D