Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

Ele há dias...

... em que me apetece dizer disparates e escrever o que me vem à cabeça, sem me preocupar em ser politicamente correcta. Este espaço vai servir para isso (pelo menos não gasto papel!).

01
Out23

Analogia de um monge vietnamita

Mäyjo

Analogia de um monge vietnamita:

“As pessoas preferem ver e sentir a fragância da flor, mas esquecem-se que a flor vai murchar e vai para o lixo, e esse lixo vai ser húmus fértil para os alimentos que vamos comer.”

Olhar em profundidade significa ver tudo, mas depois escolher as imagens que queremos desenvolver em nós.

É importante parar e sabermos ouvir-nos!

50480628_1961266413969221_3462244880439312384_n.jp

 

28
Set23

Não sei se...

Mäyjo

Não sei se vocês já experienciaram aquele sentimento do “que se lixe”. Quando isto acontece e alguém fala de nós, alguém provoca, alguém se revela como não imaginávamos… até as desilusões com os outros começam a parecer normais. Não significa que se ache normal a baixeza alheia, mas apenas porque acabamos por perceber que cada um tem a sua forma de ver a vida.

E nada lesa mais uma pessoa do que o mal que esse alguém faz aos outros. Pois quem carrega amarguras e diz coisas desagradáveis, carrega lixo mental e acaba por ficar doente… e o pior doente é o doente de alma e coração.

A essas pessoas ofereço a minha prece; é a única coisa que posso fazer.

Com o tempo, esta postura foi me deixando mais tranquila.

A pessoa ofendeu-me? Que guarde a toxicidade para ela.

A pessoa prejudicou-me? Nada mais justo do que as voltas do mundo.

Ao longo da caminhada muitas pessoas preferem colocar pedras na estrada em vez de pontes. Mas há muitas pessoas que, apesar das pedras e muros encontrados pelo caminho, venceram, conquistaram e trilharam o seu destino.

A gente cresce e aprende. Ou a vida acaba por ensinar de outras formas.

Sabem aquela coisa de insistir nos erros e ficar rodando em círculos? Houve alturas na vida que tive de aprender as lições com a “pancada” das experiências, outras com o magoar do coração.

Em algumas alturas a vida teve de revirar e desarranjar tudo para me assustar. Mas seguimos em frente. Nunca é tarde para aprender. E eu acredito que tudo acontece na hora certa!

Não sei se .jpg

21
Set23

O mar...

Mäyjo

O mar representa a transformação, o renascimento, a vida.

As ondas nascem, crescem e "morrem" num constante vaivém. Por essa razão, o mar simboliza o ciclo das transformações.

Da mesma forma, como está em movimento constante, o mar também representa aquilo que é transitório, que ainda não tomou forma, o que há de vir!

IMG_0931.JPG

17
Set23

Daqui a 100 anos...

Mäyjo

Daqui a 100 anos, por exemplo em 2123, estaremos todos enterrados, assim como os nossos familiares e amigos atuais.

Estranhos viverão nas nossas casas e possuirão tudo o que temos hoje. Todas as nossas propriedades serão de desconhecidos, que talvez nem tenham nascido ainda.

Nossos descendentes nem se lembrarão de nós. Quantos de nós conheceram o pai do avô?

Depois de nossa morte, seremos lembrados por alguns anos, depois seremos apenas um nome num registo e eventualmente uma foto num álbum virtual ou um retrato numa estante de alguém e alguns anos depois nem isso mais seremos...

Nesse momento conseguiríamos perceber o quão pretensioso e imperfeito é o sonho de querer conquistar tudo.

Se nós pudéssemos pensar nisso antes de partirmos, certamente nossas prioridades mudariam, com certeza seriam outras e a pergunta mais importante é:

O que vale ter cada vez mais, sem ter tempo para o que realmente vale a pena?

Com certeza trocaria tudo para viver e desfrutar daqueles passeios que nunca fez...

Com certeza trocaria tudo por aqueles abraços não dados....

Com certeza trocaria tudo por aqueles beijos nos filhos e em nossos amores....

São esses momentos que enchem a nossa vida de alegria e que desperdiçamos dia após dia...

Ainda há tempo para nós!!!

Mude.

Daqui a 100 anos.jpg

Adaptado de texto da net

15
Set23

Sobre estar presente

Mäyjo

É sobre estar presente, o que é muito além do fisicamente.

É sobre estar lá, mesmo quando não há remédio, porque estar lá ajuda.

É sobre dar atenção, porque nesses tempos de correria isso é fundamental.

É sobre tentar encontrar tempo, pelo menos TENTAR. Isso diz muito!

Aconteça o que acontecer. Mesmo sem resolver, mesmo sem as palavras certas. Sentar ao lado, segurar na mão e dizer “eu estou aqui e vamos resolver isso juntos”.

Ou mesmo do outro lado do mundo, encontrar uma maneira de estar ali, “ligado” de alguma forma.

Porque é sobre estar, apenas estar, mesmo quando não é possível o toque físico.

É sobre abraçar forte, mesmo sem tocar o corpo.

É sobre tentar ser um pouquinho de luz e de calmaria no meio da tempestade, da rotina, dos dias distantes.

É sobre os 5 minutos disponíveis. Ou 4. Ou 1 minuto.

Estar presente já é um presente!

Tentar ajudar já é uma ajuda.

Acalmar já é o começo da solução!

É sobre dizer “estou aqui pra tudo”, e realmente estar.

É sobre acreditar que atenção, afeto e presença podem ser concedidos no sofá da sala ou desde qualquer lugar do universo!

 

Sobre estar presente.jpeg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D